Professora amarra e amordaça aluno em Brasília

A professora Fátima Maria Gomes Bordine foi indiciada por maus-tratos, constrangimento ilegal e submissão à vexame, após amarrar e amordaçar uma criança de 6 anos em Brasília.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

17 de junho de 2010 | 08h39

O caso ocorreu na manhã de ontem, em uma escola do Lago Sul. Segundo depoimento da professora, que foi liberada após assinar um termo circunstanciado, ela amordaçou o menino com fita adesiva. Além disso, ela prendeu a criança em uma cadeira na sala de aula, na frente dos colegas de classe, de acordo com a polícia.

A professora alegou que queria que o menino ficasse quieto, pois precisava de silêncio na aula. "Perdi a cabeça'', disse em depoimento. Segundo a polícia, funcionários da escola testemunharam a situação e chamaram os policiais.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasíliaprofessoracriançamordaça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.