Professora é assassinada dentro de escola no PR

A professora Silvia Regina da Silva, de 42 anos, foi morta a tiros ontem no pátio da Escola Municipal Antonio Prado, em Almirante Tamandaré (PR), região metropolitana de Curitiba. Segundo testemunhas, a professora foi surpreendida por um rapaz, de capacete, que chamou pelo nome dela. Ao se identificar, Silvia foi atingida por pelo menos sete disparos à queima-roupa, morrendo no local ao lado de alunos, crianças de 9 e 10 anos de idade. Outro motoqueiro estaria esperando pelo assassino na porta da escola, que foi invadida pelo criminoso com facilidade. Segundo o Instituto de Criminalística (IC), não foram encontradas cápsulas no local do crime, o que indica que o assassino estava armado com um revólver. Após o assassinato, a diretora da escola e os vizinhos avisaram os pais dos alunos, que retiraram as crianças do local. As aulas foram suspensas. Uma das três filhas de Silvia disse à polícia que a mãe aparentemente não vinha sofrendo ameaças e que na sua rotina, além da escola, costumava freqüentar a igreja. Ainda segundo o depoimento, Silvia se separou havia três anos, mas que há apenas um mês teria saído da casa do marido após comprar um imóvel, onde morava com as filhas. O inquérito que apura o homicídio é presidido pelo delegado Carlos Mastronardi.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

12 Dezembro 2008 | 07h19

Mais conteúdo sobre:
violência morte Paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.