Professora esfaqueada por aluno no PR tem quadro estável

O quadro de saúde da professora de inglês Ana Paula Marino Cezar, de 30 anos, esfaqueada na quinta-feira, 04, por um estudante de 14 anos dentro da sala de aula, na Escola Estadual Ivanete Martins, em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, é estável, segundo boletim divulgado pelo Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul (RMC), nesta sexta-feira, 05.

JULIO CESAR LIMA, Estadão Conteúdo

05 Setembro 2014 | 12h09

Ana Paula foi atacada pelo jovem durante a aula no momento em que escrevia no quadro-negro. Ela recebeu oito facadas, sendo que uma delas perfurou um dos seus pulmões e as demais provocaram cortes superficiais nos braços e nas mãos. Ela não corre risco de morte. Ainda não há, no entanto, previsão de alta.

Na manhã desta sexta-feira, dezenas de pais de alunosse uniram a professores e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Paraná em uma manifestação em frente à escola para pedir mais segurança aos trabalhadores do sistema escolar. Os alunos ficaram de fora e as aulas foram suspensas. O adolescente foi apreendido ontem mesmo.

O governo do estado se manifestou por meio de uma nota da Secretaria de Educação à imprensa. Nela, a secretaria informou que "prestou todas as ações necessárias em relação ao fato sucedido com a professora, com rápida solicitação de socorro e encaminhamento ao hospital, com o apoio do helicóptero de resgate aéreo. Representantes da SEED e do Núcleo Regional de Educação da Área Norte estão no hospital prestando a assistência à professora e a sua família".

O motivo da agressão ainda não está completamente esclarecido, mas em uma entrevista à rádio BandNews, o coordenador do Policiamento de Patrulha Escolar, David Parise do Amaral, disse que poderia estar relacionado a comentários da professora sobre o comportamento do adolescente em sala de aula, tido como indisciplinado.

Mais conteúdo sobre:
violênciaprofessoraPR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.