Professora morre após ser esfaqueada

A professora de português Simone Lima, de 27 anos, morreu ontem, uma hora após ter sido esfaqueada pelo aluno Thomas Haraguti, de 33 anos, na sala dos professores da Escola Estadual Professor Joaquim Toledo Camargo, em Itirapina (SP).

SANDRO VILLAR, ESPECIAL PARA O ESTADO, PRESIDENTE PRUDENTE, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2013 | 02h03

Haraguti invadiu a sala por volta das 19 horas. Empurrou um dos professores e, em seguida, deu dois socos no rosto de Simone e a esfaqueou, segundo a Polícia Militar.

A professora não teve tempo de reagir. Foi socorrida por uma equipe do Samu, mas não resistiu aos ferimentos.

Haraguti, aluno do programa de Educação de Jovens e Adultos, conseguiu fugir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.