Professora será investigada por agressão a aluno cego

Motorista da van escolar presenciou a agressão numa escola no Grajaú, zona sul de São Paulo

Gheisa Lessa - estadão.com.br,

24 Maio 2012 | 16h35

SÃO PAULO - A Secretária Municipal da Educação abriu apuração, nesta quinta-feira, 24, para averiguar se uma professora agrediu um aluno deficiente visual de seis anos de idade, na saída da escola localizada na Rua São José do Rio Preto, no Grajaú, zona sul de São Paulo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), o motorista da van escolar viu a professora maltratando a criança. Segundo a testemunha, a  mulher disse que o aluno estava sendo castigado por não ter se comportado na sala de aula. Ela ainda teria dito ao aluno que se isso se repetisse ele iria apanhar com o cinto.

O caso foi registrado no 85º Distrito Policial de Jardim Mirna como maus tratos. Em nota, a Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro afirmou que vai averiguar os fatos envolvendo aluno da Escola Municipal de Ensino Fundamental Joaquim Bento Alves de Lima Neto e está à disposição para auxiliar a polícia no que for necessário.

Mais conteúdo sobre:
educação agressão cego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.