Professores em greve mantêm assembleia em São Paulo

Professores e funcionários da rede estadual de ensino de São Paulo decidiram manter o local previsto para a realização da assembleia da categoria amanhã, na Avenida Paulista, apesar da recomendação contrária da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A manifestação está marcada para começar às 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

PRISCILA TRINDADE, Agencia Estado

11 de março de 2010 | 20h08

Na noite de ontem, a CET pediu ao Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo (Apeoesp) que a ação fosse feita em outro lugar porque a ocupação total ou parcial de faixas e das calçadas da Paulista "gerará transtornos intransponíveis ao transporte público".

Os profissionais entraram em greve para reivindicar 34,3% de reajuste salarial e incorporação de todas as gratificações, extensiva aos aposentados. Segundo a Apeoesp, o movimento grevista alcançou 60% de adesão em todo o Estado.

Na última sexta-feira cerca de dois mil professores e funcionários da rede estadual de ensino aprovaram a greve por tempo indeterminado.

Tudo o que sabemos sobre:
professoresSPgreveassembleia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.