Professores exigem renúncia de reitora da USP

Os professores ligados à Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo (Adusp) protocolaram hoje uma declaração pedindo a renúncia da reitora Suely Vilela. A decisão foi tomada após assembleia dos docentes realizada à tarde. No documento, a categoria quer ainda a saída da Polícia Militar (PM) do campus da USP.

AE, Agencia Estado

10 de junho de 2009 | 19h26

As outras duas solicitações são de que a futura administração adote medidas para impedir o assédio moral de funcionários grevistas e de que se inicie um processo "estatuinte democrático". As exigências foram apresentadas um dia após funcionários, alunos e professores entraram em confronto com a PM no campus. A confusão resultou na detenção de três pessoas e deixou ao menos seis feridos.

Mais conteúdo sobre:
greveUSPprofessores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.