Programa anticrack será levado a 6 bairros de SP

Trailers vão fazer parte da nova etapa do programa De Braços Abertos da Prefeitura, que será realizada nas pequenas "cracolândias" espalhadas pela capital. A expansão deve começar em dois meses. O programa teve início em janeiro do ano passado na Luz, região central, e oferece emprego e tratamento para usuários de crack.

PAULA FELIX, Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2015 | 09h21

Seis bairros foram selecionados para receber o trabalho. Na zona sul da cidade, foram escolhidos Vila Mariana, M?Boi Mirim e Santo Amaro. Na zona oeste, a ação será realizada na Vila Leopoldina. As zonas leste e norte terão o programa em Cidade Tiradentes e em Santana.

"Como as cenas de uso estão nos mais diferentes locais da cidade, vamos locar trailers que vão poder ser deslocados para o ponto do fluxo (onde as pessoas se concentram consumir a droga) com equipes de assistência social e de saúde", explica a secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Luciana Temer.

A expansão do programa foi anunciada em agosto do ano passado, mas, de acordo com a secretária, a etapa inicial consistiu na realização de um mapeamento dos pontos mais críticos, por meio das subprefeituras. "Foi um ação da Secretaria Municipal de Saúde de avisar a todos os subprefeitos para começar um programa de diagnóstico em suas regiões. Fizemos a conversa e mapeamos essas seis subprefeituras que são áreas que não só têm uma cena de uso mais consolidada, mas um governo local que se empenhou mais."

Convênio

Luciana diz que, dependendo do andamento do processo de licitação, a nova etapa do programa pode iniciar as atividades até maio deste ano. "Estamos fazendo o termo de referência para licitar e vamos soltar a licitação quando for aprovada pelo departamento jurídico. Espero que seja rápido, pois estamos com uma expectativa muito grande. Nos próximos dois meses, pode ser que os trailers estejam na rua."

Um convênio com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) foi fechado em dezembro e uma verba de R$ 6 milhões será usada para a locação dos trailers, para o trabalho das equipes e para os kits de higiene e limpeza.

Na região da Luz, o De Braços Abertos tem um prédio que recebe os usuários. De acordo com a secretária, os veículos são mais apropriados para essa etapa de ampliação do programa. "Um trailer permite que a gente faça um trabalho pontual e possa ir para outro local. Além disso, na Luz, há pessoas em situação de rua. Mas não são em todos os pontos que as pessoas não têm casa."

Luciana diz ainda que a secretaria está preparada para possíveis dificuldades durante a execução do programa. "A gente sabe que tem outras necessidades. É um trabalho que não é simples nem rápido, cada localidade vai ter o seu tempo." Ela destaca que o objetivo é a criação de um vínculo entre os beneficiários e o projeto. "Queremos fazer o mesmo processo do De Braços Abertos na Luz, com relação de confiança e vinculação."

Em balanço divulgado em janeiro, a Prefeitura registrou queda de 80% do fluxo na região da Cracolândia desde o início do programa.

Mais conteúdo sobre:
SP crack programa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.