Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Programa Braços Abertos é positivo, diz Alckmin

Governador afirmou que programa é "muito louvável"

JOSÉ ROBERTO CASTRO E ELIZABETH LOPES, Estadão Conteúdo

04 Agosto 2014 | 17h25

O governador e candidato à reeleição pelo PSDB em São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta segunda-feira, durante a série ''Estadão Entrevistas'', que o trabalho desenvolvido pela Prefeitura de São Paulo com o programa Braços Abertos é "muito louvável". O programa, comandado pelo petista Fernando Haddad, dá oportunidade de trabalho a usuários de crack que vivem nas ruas de São Paulo.

"Dependência química é doença como é pneumonia", disse, para justificar a necessidade de tratamento e ressaltar os investimentos do governo do Estado na recuperação de dependentes. Em seguida, o tucano foi questionado sobre a legalização de drogas e se mostrou contrário à ideia. "Não tenho nenhuma convicção de que a legalização possa melhorar (a situação)", disse Alckmin antes de criticar o governo federal, lembrando que o controle de fronteiras é fundamental para que se combata o tráfico de drogas nos Estados. "O Brasil é o maior consumidor de cocaína e crack do mundo, mas o Brasil não produz", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
eleições sp alckmin estadão drogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.