Programa também valerá para Fatecs e Etecs

As Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e também as Escolas Técnicas (Etecs) de São Paulo farão parte do Pimesp, programa de cotas do Estado. Nessas unidades, cuja responsabilidade é do Centro Paula Souza, já são registrados índices superiores aos 50% de alunos oriundos de escola pública previstos pelo programa. No entanto, o objetivo é chegar a esse equacionamento em todos os cursos e unidades, o que ainda não ocorre.

PAULO SALDAÑA, Agência Estado

20 Dezembro 2012 | 09h44

Além disso, o programa terá impacto crucial na inclusão de pretos, pardos e indígenas. O programa vai estabelecer o respeito nas matrículas do porcentual desse grupo correspondente à proporção deles na população segundo o Censo Demográfico do IBGE, que é de 35%.

Dos 22.538 alunos matriculados este ano nas 56 Fatecs, 5.355 são afrodescendentes - o equivalente a 23%. Os alunos oriundos de escola pública somam 16.853, o que representa 75% do total. No geral, essa proporção é de 77%. A instituição aplica desde 2006 uma política que concede bônus de 10% para estudantes da rede pública e 3% aos afrodescendentes (somando até 13%). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Mais conteúdo sobre:
cotas cursos técnicos SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.