Projeto para inseminação artificial

Criadores de búfalos de Registro (SP) poderão se beneficiar de tecnologias de reprodução. O Pólo Vale do Ribeira da Apta está desenvolvendo um projeto para difundir a inseminação artificial em bubalinos nas pequenas e médias propriedades com rebanhos leiteiros. A bubalinocultura é uma importante atividade na região, que tem um rebanho estimado em 19 mil cabeças e produz 10 mil litros de leite/dia, com média de 6 litros por fêmea/dia. O pesquisador Nelcio Antonio Tonizza de Carvalho explica que a inseminação artificial permite a multiplicação de material genético de origem paterna e é indispensável para o melhoramento da espécie. O projeto está em fase de aprovação de verba pela Fapesp e conta com o apoio da Prefeitura de Registro. O objetivo é aproveitar os benefícios diretos e indiretos da inseminação, desde melhorar as condições das propriedades até a produção leiteira. "Vamos comprar nas centrais de inseminação sêmen de búfalos comprovadamente melhoradores e capacitar o criador para usar a técnica."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.