Promotoria vai revisar inquérito sobre Madeleine

Pais da menina, suspeitos no caso, podem ser indiciados pelo desaparecimento.

BBC Brasil, BBC

10 de setembro de 2007 | 14h50

A Polícia de Portugal deve entregar nesta segunda-feira os documentos relacionados à investigação sobre o desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann à promotoria pública do país, que vai decidir se os pais da menina devem ser indiciados no caso.A promotoria vai reavaliar todas as informações relacionadas à investigação, que ainda não foi encerrada, e pode decidir também convocar novamente Kate e Gerry McCann para depor.Madeleine, de quatro anos, desapareceu no dia 3 de maio no Algarve, no sul de Portugal, onde a família tem um apartamento.No domingo, os pais voltaram para a Grã-Bretanha, dois dias depois de terem sido formalmente declarados suspeitos no caso.Segundo a correspondente da BBC em Portugal, Alison Roberts, a entrega dos documentos relacionados a uma investigação à promotoria é um procedimento normal em Portugal.Roberts diz que, até o momento, parece improvável que a investigação demore mais de oito meses para ser concluída.Esse é o prazo estabelecido pela lei portuguesa para que a polícia realize a investigação sem ter que pedir mais tempo à Justiça.Para a defesa, o casal McCann está recebendo aconselhamento dos mesmos advogados usados pelo ex-ditador chileno Augusto Pinochet em 1999, quando esteve em prisão domiciliar na Grã-Bretanha e a Espanha pedia sua extradição.Apesar de suspeitos, os pais de Madeleine, que alegam inocência, não foram presos nem colocados sob vigilância na Grã-Bretanha.O jornal português Correio da Manhã diz, na edição desta segunda-feira, que a polícia retomará as buscas pelo corpo de Madeleine usando cães farejadores.Em entrevistas a jornais britânicos publicados no fim de semana, o casal acusou a polícia de Portugal de estar tentando culpá-los pelo ocorrido, pressionando Kate McCann a confessar que matou Madeleine por acidente.Segundo a imprensa portuguesa, uma das hipóteses que a polícia está investigando é a de que a mãe de Madeleine, Katherine McCann, teria agredido ou dado calmantes em excesso para a menina, causando a morte da filha.Depois disso, ainda segundo os jornais portugueses, ela teria guardado o corpo em uma mala durante um mês. Isso explicaria o cheiro de cadáver em um carro alugado pelo casal três semanas após o desaparecimento.As informações publicadas pelos jornais não foram confirmadas oficialmente pela polícia portuguesa, proibida de dar detalhes sobre as investigações.* Colaborou Jair Rattner, de LisboaBBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.