Proposta de aquisição ajuda ações europeias a ampliarem ganhos

As ações europeias ampliaram sua alta nesta quinta-feira, puxadas pela proposta de compra de D.E. Master Blenders, à medida que o suporte do banco central continuou a diminuir os temores sobre a estabilidade da zona do euro.

Reuters

28 de março de 2013 | 15h00

Uma reabertura relativamente calma dos bancos no Chipre, após o fechamento deles durante as negociações recentes de resgate do país, também ajudou o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300 a fechar em alta de de 0,4 por cento, a 1.188 pontos.

O índice STOXX Europe 600, enquanto isso, avançou 0,5 por cento para 293,78 pontos. Ambos os índices fecharam em alta em março para garantir o décimo mês de ganhos sucessivos.

"Este mercado é guiado por fluxos de investimento, que são totalmente favoráveis às ações no momento, impulsionados em parte pela liquidez do banco central", afirmou Xavier Lespinas, diretor de ações no SwissLife Banque Privée, que possui 3,2 bilhões de euros em ativos sob seu gerenciamento.

"Neste contexto, os investidores só veem os catalisadores positivos e ignoram as notícias ruins... Além da crise cipriota, expectativas de uma recuperação sustentável no crescimento global é o que vai dar suporte às ações, incluindo as europeias, no meses seguintes."

Os principais ganhadores do FTSEurofirst 300 em grande volume foram a empresa de chá e café holandesa D.E. Master Blenders 1753, em alta de 25 por cento, depois de ter informado que recebeu uma proposta de aquisição de seu principal acionista avaliada em 6,4 bilhões de euros.

Em LONDRES, o índice Financial Times subiu 0,38 por cento, a 6.411 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 0,08 por cento, para 7.795 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,53 por cento, a 3.731 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib cedeu 0,1 por cento, para 15.338 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve alta de 0,25 por cento, a 7.920 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 retrocedeu 0,02 por cento, para 5.822 pontos.

(Reportagem de David Brett; Reportagem adicional de Blaise Robinson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.