Prorrogado prazo para alunos deixarem reitoria da USP

A Justiça decidiu prorrogar para segunda-feira, às 23 horas, o prazo final para que os estudantes deixem a reitoria da Universidade de São Paulo (USP). A decisão ocorreu após reunião na manhã de hoje, no Fórum Hely Lopes de Meirelles, no centro da capital paulista, em que compareceram representantes da reitoria e dos estudantes. A notificação judicial entregue no final da tarde de ontem determinava que os estudantes deixassem o local até as 17 horas de hoje.

SÉRGIO QUINTELLA, Agência Estado

05 de novembro de 2011 | 14h53

Os alunos ocupam o prédio da reitoria desde quarta-feira, em manifestação contra a presença da Polícia Militar na Cidade Universitária e contra processos administrativos envolvendo funcionários da USP. Agora, o estudantes deverão fazer nova audiência para discutir a decisão da Justiça, ainda sem data marcada.

A reitoria declarou que não vai negociar o convênio com a PM. Quanto aos processos administrativos, a USP deverá analisar os casos que ainda não estão na Justiça. A representação da universidade já havia manifestado interesse em discutir as demandas dos manifestantes, desde que eles desocupassem a reitoria.

Tudo o que sabemos sobre:
USPinvasãoreitorianegociação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.