Protesto contra Copa fecha parte da Av. Atlântica no Rio

Parte da pista sentido Botafogo da Avenida Atlântica (orla de Copacabana, zona sul), em frente ao hotel Copacabana Palace, foi fechada por manifestantes que protestam contra a realização da Copa do Mundo no Brasil, neste ano.

RONALD LINCOLN JR., Agência Estado

25 de janeiro de 2014 | 18h56

Neste momento, o protesto reúne cerca de 300 pessoas. De 20 a 30 black blocs - responsáveis pelas depredações e ações violentas registradas nas manifestações de rua no ano passado - estão no local. A manifestação segue pacífica, com cerca de 150 policiais militares monitorando a situação.

Os manifestantes caminham pela orla da praia gritando palavras de ordem e organizam abaixo-assinado contra a realização do torneio no País. A Polícia Militar (PM) conta com o apoio de um helicóptero, que está sobrevoando a praia de Copacabana, bastante cheia devido ao sábado ensolarado. Grades de ferro foram colocadas na frente do hotel, que espalhou seguranças pela calçada.

A manifestação em frente ao Copacabana Palace faz parte de uma série de protestos convocados para ocorrer nas principais cidades brasileiras contra o Mundial de futebol.

Mais conteúdo sobre:
ProtestoCopaRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.