Protesto de 300 sem-terra interdita rodovia do PR

Um grupo de aproximadamente 300 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) interrompeu hoje o tráfego na PR-158, no sudoeste do Paraná, em protesto contra a demora na definição de um assentamento em Rio Bonito do Iguaçu, a cerca de 380 quilômetros de Curitiba. A Polícia Rodoviária Estadual orienta os motoristas para procurar estradas alternativas, que ligam o sudoeste ao centro-oeste do Estado.Segundo o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o grupo é remanescente do Assentamento Celso Freire, criado sobre a área da antiga fazenda Araupel. Eles seriam instalados no Assentamento 10 de Maio, do qual foram retiradas 60 famílias após acusação de extração ilegal de madeira. Porém, as nove famílias que permaneceram no local não permitem que entrem os novos assentados. O Incra entrou com pedido de reintegração de posse na Justiça Federal, no primeiro semestre de 2006, mas até agora não houve resposta.O coordenador do MST em Rio Bonito do Iguaçu, Laureci Leal, disse que as famílias que estão na área impedindo a entrada de outros assentados não pertencem ao movimento. "A iminência de conflito é muito grande", afirmou. Segundo ele, até mesmo os contratos já foram assinados com o Incra, mas as famílias não podem ocupar o local. "Elas querem um posicionamento", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.