Protesto de estudantes fecha portão principal da USP

O portão principal do câmpus do Butantã, na zona oeste de São Paulo, está fechado desde às 6h desta terça-feira, 29

EQUIPE AE, Agência Estado

29 Outubro 2013 | 08h30

SÃO PAULO  - Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) fecharam a entrada principal do campus Cidade Universitária, na zona oeste de São Paulo, em protesto pela participação efetiva na escolha do reitor. O portão principal da escola, o P1, está fechado desde às 6h desta terça-feira, 29. Os outros dois portões da universidade continuavam abertos, até por volta das 8h. A Avenida Afrânio Peixoto está interditada nos dois sentidos, na altura da Rua Alvarenga. A Polícia Militar acompanha a manifestação.

A reitoria da universidade está ocupada desde 1° de outubro pelo mesmo motivo. Hoje, está prevista uma reunião de negociação entre os alunos e representantes da administração da escola. As principais reivindicações dos estudantes são eleições diretas para reitoria, diretorias de unidades e chefes de departamento e o fim da lista tríplice (que dá ao governador autonomia para a escolha do reitor).

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
USP reitoria bloqueio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.