Protesto de motoristas de vans causa lentidão no Rio

Os cerca de 3,5 mil motoristas do transporte alternativo da cidade do Rio de Janeiro, o que inclui vans e peruas, que fazem um protesto por mudanças na licitação que regula a atividade, começam a chegar ao Aterro do Flamengo, o que está provocando lentidão no trânsito da região. Eles partiram em carreata por volta de 12h30 do entorno do Estádio do Maracanã, na zona norte da capital fluminense.

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 14h17

O Centro de Operações Rio (COR) informa que o trânsito é intenso em direção à zona sul nas Avenidas Presidente Vargas e Rio Branco. Quem vai da Tijuca para o centro, por sua vez, deve evitar a Avenida Francisco Bicalho, usando como alternativas a Avenida Rodrigues Alves e a Radial Oeste.

Os motoristas organizaram o ato para pressionar a Prefeitura a liberar uma nova licitação, mais favorável à categoria: com contrato de dez anos, direito ao Bilhete Único Carioca e possibilidade de compartilhar pontos de ônibus e corredores com os ônibus. A manifestação é conduzida pelo grupo autointitulado Movimento em Defesa do Transporte Alternativo do Município do Rio de Janeiro (MTDA).

O prefeito Eduardo Paes (PMDB) afirmou que licitações individuais estão sendo feitas para implantar o Bilhete Único Carioca nas vans do Rio - elas foram suspensas temporariamente por causa da campanha eleitoral. Paes disse, no entanto, que os corredores de ônibus, conhecidos como BRS, não serão liberados para o transporte alternativo. "Não vou transformar o BRS, que é uma experiência bem-sucedida, em mais um corredor de caos no Rio de Janeiro."

Mais conteúdo sobre:
grevevansRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.