Protesto no Rio termina em confronto e três são detidos

Pelo menos três pessoas foram detidas no fim do protesto no centro do Rio contra a Copa do Mundo. Os manifestantes se dispersavam nos arredores dos Arcos da Lapa quando começou uma confusão generalizada com os policiais militares. Os participantes chegaram a arremessar garrafas de vidro e cadeiras contra os agentes.

TIAGO ROGERO, Agência Estado

12 Junho 2014 | 14h38

Dois homens que participavam do ato foram detidos pelos policiais. Uma mulher arremessou uma lata de cerveja contra os PMs e também foi detida. Os policiais usaram gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo para afastar os manifestantes que revidaram jogando objetos como garrafas de vidro e cadeiras de bares nos arredores da Rua Mém de Sá.

Neste momento o clima é de tensão. O protesto, que chegou a reunir mais de mil pessoas, foi pacífico da Igreja da Candelária até à Lapa. Na Cinelândia e na Lapa, o grupo começou a se dispersar, muitos seguiam para Copacabana, onde está marcado um protesto em direção a Fan Fest da Fifa. Pela manhã, o ato foi marcado pelo clima alegre mas também por palavras de ordem contra os governantes, não houve confronto entre polícia e ativistas.

Mais conteúdo sobre:
protestoRioCopa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.