Protesto paralisa hospital e fecha rodovia em Sorocaba

Funcionários do hospital psiquiátrico Vera Cruz paralisaram o atendimento nesta terça-feira, em Sorocaba, por reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Com faixas e cartazes, o grupo também protestava contra o plano do governo de importar profissionais de medicina formados no exterior. Os manifestantes, apoiados pelo Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Sorocaba e Região (Sindsaúde), ocuparam a frente do prédio e usaram tambores de lixo para bloquear as duas pistas da rodovia Raposo Tavares, na altura do km 113.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 17h42

O trânsito foi paralisado e houve congestionamento. Policiais rodoviários negociaram com os manifestantes a liberação da estrada, uma das principais ligações com o sudoeste paulista. O hospital Vera Cruz está sob intervenção do município há seis meses, desde que o Ministério Público constatou indícios de maus tratos contra pacientes. A Secretaria de Saúde de Sorocaba informou ter sido convocada para uma reunião marcada para esta quarta-feira, 24, com representantes sindicais a fim de discutir as reivindicações. Outra unidade psiquiátrica da cidade, o Hospital Mental, está em greve há oito dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.