PSD aprova apoio formal à reeleição de Dilma

O PSD aprovou em convenção nacional nesta quarta-feira o apoio à candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, levando à coligação encabeçada pelo PT cerca de um minuto e meio de tempo de televisão na propaganda eleitoral gratuita.

REUTERS

25 Junho 2014 | 12h01

Criado pelo então prefeito de São Paulo e atual presidente da legenda, Gilberto Kassab, o PSD aprovou o apoio a Dilma com 108 votos favoráveis, de um total de 114.

Questionado sobre o empenho efetivo de correligionário na campanha de Dilma, já que em diversos Estados o PSD tem fechado alianças com siglas adversárias do PT, Kassab afirmou que a decisão de apoiar a presidente nacionalmente reflete a vontade do partido.

“Se não tivesse o empenho ou a vontade de que o partido apoiasse, o Diretório não se manifestaria a favor dela”, disse o presidente do PSD antes do anúncio oficial do apoio decidido pela convenção.

O PSD de Kassab --que foi eleito vice-prefeito de São Paulo numa chapa encabeçada por um dos maiores adversários do PT, José Serra (PSDB), de quem se tornou próximo-- tem apoiado o governo Dilma nas votações no Congresso e ocupa a Secretaria da Micro e Pequena Empresa.

O partido conta com um das maiores bancadas na Câmara, o que é contabilizado na distribuição dos segundos da propaganda eleitoral gratuita.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
POLITICAPSDDILMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.