PSDB-SP fecha acordo e mantém Cesar Gontijo na secretaria-geral

Na véspera da decisão, o diretório paulista do PSDB desfez o impasse e chegou a um acordo nesta quarta-feira para o nome que ocupará a secretaria-geral do partido no Estado.

REUTERS

11 de maio de 2011 | 20h20

Cesar Gontijo permanecerá na secretaria-geral depois que os deputados federais, que reivindicavam o posto para Vaz de Lima, aceitaram outras funções na Executiva estadual.

"Vaz de Lima abriu mão e costurou o acordo", disse à Reuters o deputado estadual Pedro Tobias, eleito para presidir a legenda no Estado.

A eleição do Diretório e da Executiva estava marcada para sábado, mas com a falta de acordo em torno da secretaria-geral, apenas o nome de Tobias foi aprovado e os demais serão eleitos na quinta-feira na sede do diretório.

Gontijo tem o apoio de Tobias, que considera o atual secretário-geral nome mais próximo das bases, característica essencial para a montagem dos candidatos a prefeito para a eleição municipal do ano que vem. O cargo é considerado o operacional do partido.

Pelo acerto, os deputados federais retiraram o nome de Vaz e indicaram Vanderley Macris para a primeira-vice-presidência e Luiz Fernando Machado para a primeira secretaria.

A disputa causou expectativa no meio político uma vez que o partido vive momentos de tensão desde que um grupo de seis vereadores da capital paulista deixou a legenda em abril. Walter Feldman, fundador da legenda, também anunciou a saída.

A situação é reflexo da eleição municipal de 2008, em que o grupo apoiou Gilberto Kassab (DEM), em detrimento de Geraldo Alckmin, candidato do partido.

Eleito governador, Alckmin passou a exercer sua influência no diretório municipal, com a escolha recente do secretário estadual Julio Semeghini para a presidência, e também agora no estadual, com o aliado Pedro Tobias. Esta ascendência pode se refletir na troca de comando do PSDB nacional, marcada para este mês. Até agora, o deputado Sérgio Guerra (PE), atual presidente, surge como único candidato.

(Reportagem de Carmen Munari)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAPSDBEXECUTIVA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.