PSDB tentará destravar instalação de CPI da Petrobras na terça

O PSDB vai tentar, na próxima terça-feira, destravar a instalação da CPI da Petrobras, afirmou o líder do partido no Senado, Arthur Virgílio (AM). A CPI foi criada em 15 de maio e ainda não foi formalizada.

REUTERS

02 Julho 2009 | 19h54

O PSDB apresentará um requerimento à Mesa Diretora do Senado requisitando a mudança da composição da comissão, sob o argumento de que os atuais titulares ainda não começaram as investigações.

Se a demanda não for atendida, o partido irá ao Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de instalar a CPI por meio de uma decisão judicial. O Senado deu início à abertura da comissão no dia 15 de maio.

Segundo um senador do PT que falou à Reuters sob a condição do anonimato, a orientação do Executivo é tentar evitar a instalação da CPI da Petrobras ao máximo.

A oposição acusa a estatal de fraudar licitações para reforma de plataforma de petróleo, superfaturar a construção da refinaria Abreu Lima, em Pernambuco, além de ter cometido fraudes contábeis.

Sobre a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), os senadores querem investigar possível desvio de recursos dos royalties do petróleo.

(Reportagem de Fernando Exman)

Mais conteúdo sobre:
POLITICA PETROBRAS CPI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.