Psicólogo transexual poderá usar nome social

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) aprovou no sábado resolução que assegura a psicólogos transexuais e travestis do País o direito de usar o nome social em documentos profissionais, incluindo a carteira de identidade. Aprovada em plenário, a resolução será publicada nos próximos dias no Diário Oficial da União e passa a valer de forma imediata. Para consumar a mudança, o psicólogo vai ter de encaminhar uma solicitação por escrito ao conselho regional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.