Punks são suspeitos de mais um espancamento na Rua Augusta

Três acusados foram presos no sábado após jovem dar entrada com hematomas em pronto-socorro da região

Agencia Estado,

29 de outubro de 2007 | 06h10

Jovens do movimento punk são suspeitos de mais uma agressão no centro de São Paulo. Na madrugada de sábado, 27, um rapaz de 17 anos foi agredido com socos e pontapés no rosto e teve o boné, a jaqueta e o tênis roubados por cinco homens. Três acusados foram presos e a polícia investiga se eles são punks - o crime aconteceu nas proximidades de um bar punk da região. O rapaz agredido, que saía de uma festa de aniversário, foi parar no pronto-socorro com vários hematomas no rosto e liberado em seguida. Os três presos foram indiciados por lesão corporal e roubo. Há duas semanas o atendente de uma pizzaria expressa foi morto durante uma briga iniciada por três punks dentro do Terminal Parque D. Pedro II, também no centro, por ter se negado a dar desconto de R$ 0,40 em uma minipizza de R$ 1. Uma semana depois um outro estudante de 17 anos foi agredido por um grupo de 20 punks na Avenida Tiradentes, também no centro da capital paulista. Rave Um jovem de aproximadamente 18 anos morreu no domingo, 28, após participar de uma rave em Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Lucas Armaiorano e outras 18 pessoas deram entrada no hospital com sintomas de intoxicação por drogas. Dois jovens continuam internados.  Outro freqüentador da festa, Felipe Antunes, foi atropelado ao deixar o evento, mas não corre risco de morte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.