Quadrilha é presa durante assalto na zona leste de SP

Bandidos fizeram seis pessoas da mesma família de reféns; polícia foi chamada por vizinhos

Daniela do Canto, estadao.com.br

02 Janeiro 2009 | 05h42

Quatro homens e uma adolescente de 17 anos foram pegos em flagrante enquanto mantinham seis pessoas da mesma família reféns na noite desta quinta, 1º, em uma casa na Rua do Córrego, na Vila Carrão, zona leste de São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, a residência foi invadida por volta das 21h30. Os bandidos chegaram em um Fiat Palio cinza e uma moto Honda CBX 250. No momento, estavam na casa um casal de idosos e suas três netas. Em seguida, chegou a mãe de duas das jovens, que também foi feita refém. Vizinhos perceberam a movimentação dos bandidos e acionaram a PM por meio do telefone 190.Quando chegaram ao local, os policiais prenderam o primeiro acusado, que estava na moto Honda, estacionada em frente à residência. Dentro da casa, foram recebidos por uma das jovens reféns, que a mando da quadrilha desceu as escadas do sobrado e disse que estava sozinha com a irmã e os bandidos. Os PMs perceberam que aquilo se tratava de uma manobra e pediram que a irmã descesse. Seguraram as duas reféns e iniciaram uma negociação com os assaltantes, que aos poucos liberaram as demais vítimas: primeiro o idoso, depois a sua mulher, em seguida a mãe das meninas e a sua sobrinha. A última refém foi libertada por volta da meia-noite.Depois de liberar os reféns, os acusados se entregaram. Erenaldo Guerra Ribeiro, de 21 anos, Valdemar Vasconcelos de Souza, de 30, Marco Antônio Pereira Pires, de 21 e Daniel Francisco da Silva, de 24, foram autuados em flagrante no 31º Distrito Policial (Vila Carrão). A adolescente foi encaminhada à Fundação Casa (antiga Febem). Foram apreendidos o Fiat Palio, a moto Honda e um revólver calibre 38 usado pelos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
quadrilhaassaltoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.