Quadrilhas explodem caixas em três cidades de SP

Em pleno feriado do Dia do Trabalho, bandidos armados invadiram agências e explodiram caixas eletrônicos em três cidades da região de Sorocaba, interior paulista, na madrugada desta quarta-feira. Em duas ações, os criminosos ludibriaram a polícia para evitar perseguição após os ataques.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

01 de maio de 2013 | 17h21

Em Capela do Alto, os bandidos atearam fogo a um caminhão no bairro rural de Iperozinho para atrair os policiais militares que estavam de plantão no destacamento da cidade. Quando as duas viaturas da Polícia Militar seguiram para o bairro, os criminosos explodiram dois caixas da agência do Banco do Brasil na região central e fugiram sem serem incomodados. A agência ficou destruída.

No município de Cabreúva, os bandidos atacaram primeiro uma agência localizada no bairro de Jacaré, fora da área urbana. Alguns explosivos foram deixados intactos no interior do prédio para retardar a ação policial. Com a polícia concentrada na área desse ataque, o bando invadiu e explodiu logo depois outra agência localizada no centro da cidade. As duas agências são do Banco Santander, mas, da primeira, os bandidos não conseguiram levar o dinheiro, segundo a PM.

Em Campina do Monte Alegre, pelo menos cinco homens armados com espingardas calibre 12 usaram uma granada para explodir a porta da agência do Bradesco, no centro da cidade, segundo a Polícia Militar. O único caixa automático foi explodido com dinamites. O prédio ficou destruído. Os bandidos fugiram numa camioneta preta. Os valores levados nos ataques não foram revelados.

Já são mais de vinte, este ano, as cidades de pequeno porte invadidas por quadrilhas que têm como alvos os caixas bancários, no interior de São Paulo. Em vários casos, os bandidos agiram de forma ostensiva, disparando contra casas e carros para criar pânico e atacaram bases policiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.