Quadro de motorista que caiu de viaduto no Rio é estável

É estável o quadro de saúde do motorista de ônibus Élder de Oliveira que caiu de um viaduto na noite desse sábado, 20, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Oliveira estava internado no hospital Lourenço Jorge, na Barra, para onde outros nove feridos foram também foram levados, e foi transferido neste domingo, 21, para o hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul. As outras vítimas já foram liberadas.

EQUIPE AE, Estadão Conteúdo

21 Setembro 2014 | 12h33

O acidente aconteceu por vota das 19h45 e deixou ao menos 30 pessoas feridas na noite de ontem. O ônibus dirigido por Oliveira era de uma linha do sistema BRT (corredor exclusivo para ônibus) e seguia pela Avenida Ayrton Senna quando caiu no Mergulhão Billy Blanco, atingindo a frente de outro coletivo. As equipes do Corpo de Bombeiros chegaram ao Mergulhão por volta das 20h e ali permaneceram até as 21h30. A Polícia Militar também esteve no local.

Ainda não há informações sobre as causas da queda do ônibus. Desde a inauguração, em 2013, os acidentes são frequentes com as linhas do BRT, sistema que opera entre os bairros da Barra da Tijuca, Recreio, Campo Grande e Santa Cruz, na zona oeste, e também em Madureira e Galeão, na zona norte.

Em nota, o Consórcio BRT informou que vai colaborar com as investigações e aguardar a conclusão da perícia sobre as causas do acidente. Ainda de acordo com o texto, "as empresas operadoras prestarão assistência às vítimas".

Mais conteúdo sobre:
AcidenteRioônibusmotorista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.