Quatro pessoas são mantidas reféns em assalto no Guarujá

Adolescente suspeito foi baleado pela polícia quando tentava fugir da casa de veraneio após o roubo

Rejane Lima, O Estado de S.Paulo

08 Janeiro 2009 | 18h41

Quatro turistas foram mantidos como reféns na noite de quarta-feira, 7, no Guarujá, na Baixada Santista durante assalto a uma casa de veraneio na Enseada. Nenhuma vítima ficou ferida. O crime aconteceu por volta das 21h45. Quatro pessoas, entre eles uma criança aparentando 10 anos, invadiram uma residência e anunciaram o assalto. Dois turistas de Uberaba (MG) e dois de São Paulo foram mantidos reféns enquanto os criminosos selecionavam os objetos que seriam roubados. No entanto, um vizinho desconfiou do crime e chamou a polícia, que cercou a casa.   Ao perceberem a chegada dos policiais militares, os assaltantes fugiram e o menor L.C.S, de 17 anos, saiu da casa atirando contra a polícia e dando cobertura para que seus comparsas se evadissem. Ele foi acertado por dois tiros da PM, na perna e na mão, e está internado no Hospital Santo Amaro. Na fuga, os assaltantes deixaram cair uma mochila com um celular, uma câmera fotográfica, um MP5 e um iPod.   Tráfico   Nesta quinta-feira, às 6 horas, a Polícia Civil prendeu um iugoslavo acusado de envolvimento com o tráfico de drogas internacional. Com ele foram apreendidos 50 quilos de cocaína. Há um mês, o estrangeiro morava em uma apartamento alugado na Praia das Astúrias. A equipe de investigadores da Delegacia Sede do Guarujá trabalhava no caso há uma semana.

Mais conteúdo sobre:
Guarujáverão 2009violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.