Queda de avião pode ter matado 28 pessoas na Papua Nova Guiné

Cerca de 28 pessoas podem ter morrido após a queda de um avião de passageiros nesta quinta-feira na Papua Nova Guiné, no Pacífico Sul. Apenas quatro sobreviventes teriam sido retirados dos destroços, segundo autoridades locais de aviação e diplomatas.

REUTERS

13 Outubro 2011 | 21h02

Um avião Dash 8 da Airlines PNG com 32 passageiros e tripulantes a bordo viajava de Lae para a cidade resort de Madang, no norte do país, quando caiu em meio às más condições meteorológicas, 12 quilômetros a sudeste de seu destino, disse Sid O'Toole, da Comissão de Investigação de Acidentes, a uma rádio australiana.

"A tripulação teve um problema, o avião foi realmente para baixo, com relatos de fogo e algumas mortes", disse O'Toole.

Moradores de uma aldeia perto do local do acidente, em uma região de floresta densa, na foz do rio Gogol, disseram ter resgatado quatro pessoas, algumas com queimaduras graves. Dois pilotos, da Austrália e da Nova Zelândia, estariam entre os sobreviventes.

"As indicações iniciais são de que não há australianos entre os mortos. O Alto Comissariado realizou verificações preliminares, mas a confirmação oficial pode levar algum tempo", disse uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Austrália.

A maioria dos passageiros da aeronave deve ser de familiares locais que viajavam para assistir a uma cerimônia de formatura de estudantes de uma universidade.

"Uma enorme tempestade veio, grande, ventos fortes, muita chuva. A história é que ... o avião caiu durante a tempestade", disse Trevor Hattersley, diretor da Alta Comissão Australiana em Madang.

A Airlines PNG afirmou que decidiu manter em solo toda a sua frota de 12 aviões até novo aviso e estava cooperando com as autoridades nos esforços de resgate e recuperação.

Uma investigação completa estava em andamento por parte das autoridades e da companhia aérea.

A queda é o segundo acidente fatal envolvendo um avião da Airlines PNG nos últimos anos. Em agosto de 2009, um Twin Otter da empresa caiu na aproximação à pista de Kokoda, matando todas as 13 pessoas a bordo, incluindo nove australianos.

O Dash 8 é um avião bimotor de médio alcance. Introduzido pela De Havilland Canada, em 1984, atualmente é fabricado pela Bombardier Aerospace.

(Reportagem de Rob Taylor)

Mais conteúdo sobre:
PAPUA AVIAO QUEDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.