Quem disse que mate é bom só na cuia?

Lucinéia Nunes,

03 de junho de 2010 | 08h15

Aprovado. O sorbet cremoso de chimarrão foi feito para a matéria, mas fez tanto sucesso que a chef Carla Pernambuco vai servi-lo no restaurante Carlota. Foto: Alex Silva/AE

 

 

Para a chef Carla Pernambuco, gaúcha de Porto Alegre, gremista e apaixonada por churrasco, lugar de chimarrão sempre foi na cuia, quentinho, para ser sorvido aos poucos. Até que ela aceitou o desafio do Paladar e, com (muito) receio, descobriu que o mate pode ir para o prato. "Não gosto dessas invenções. Mas o resultado me surpreendeu", conta a chef. Carla criou duas receitas: uma farofa verde, sequinha e crocante, feita com manteiga aromatizada com chimarrão e companhia perfeita para carnes; e um sorvete cremoso à base de mate, que ela serviu sobre maçã verde e farofa de strudel.

 

"O chimarrão na farofa ficou suave, você sente depois", explica a chef do Carlota. "Já no sorvete, ele está mais pronunciado. Gostei muito. Vai entrar no cardápio", avisa Carla, que toma chimarrão há 20 anos na mesma cuia, redondinha, com suas iniciais gravadas na borda e o bico de ouro, para não queimar a boca. "É uma bebida excelente, diurética, mas que me deixa acelerada. Não posso tomar muito", diz.

 

 

Confira as receitas dos pratos e drinques com chimarrão:

Farofa de chimarrão

Sorbet de chimarrão

Green Mate-Ni

Caipi-Mate

 

 

Veja também:

Queres tomar um amargo?

O cafezinho verde do gaúcho

Quatro sulistas e um espião (mineiro, uai!)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.