Quênia transfere população de 150 elefantes

O Serviço de Vida Selvagem do Quênia iniciou a transferência de 150 elefantes, de seu maior parque nacional para uma reserva menor, por conta de um choque populacional com os rinocerontes, disse um porta-voz. Os primeiros quarenta elefantes, compreendendo cinco famílias, foram levados de caminhão no início da semana para o novo lar. Os demais serão deslocados na sexta-feira."Precisamos proteger os rinocerontes e garantir que tenham espaço, para que a quantidade possa aumentar", disse o chefe do programa de elefantes do Serviço, Patrick Omondi. Os elefantes, cada um pesando 7 toneladas, serão deslocados 80 km, por estrada, para longe do Santuário de Rinocerontes Ngulia. O Quênia tem apenas 539 rinocerontes. Cerca de 70 estão no santuário.O número de elefantes no Quênia é estimado em 35.000, muito abaixo do máximo de 167.000 registrado nos anos 70. A caça ilegal causou grandes perdas na população entre os anos 80 e 90. Uma proibição mundial do comércio de marfim ajudou a conter a caça a partir de 1989.

Agencia Estado,

13 de setembro de 2006 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.