Queria usar vieiras brasileiras e fui à Ilha Grande buscar

Sempre com o propósito de pesquisar e difundir os ingredientes de nossa terra, em 2011 fui a Angra dos Reis com o pesquisador Paulo de Abreu e Lima (que tem sido meu parceiro nas aulas de Paladar-Cozinha do Brasil) em busca de informações sobre as vieiras, molusco que até pouco tempo não era cultivado no Brasil. Durante a visita, Carlos Kazuo, integrante da Associação dos Maricultores da Ilha Grande, nos levou para conhecer a criação e detalhes da comercialização. Nossa ideia era ajudar a viabilizar a distribuição em São Paulo, o que já está acontecendo. Um dos aspectos importantes da viagem foi poder afirmar que o Brasil tem a sua vieira, com características próprias das águas tropicais. A Nodipecten nodosus é a maior vieira encontrada na costa verde fluminense.

O Estado de S.Paulo

28 Junho 2012 | 03h12

Fiquei entusiasmada por criar uma receita usando como principal matéria-prima vieiras brasileiras. Seu sabor leve e adocicado harmoniza com nossos ingredientes, como farofa de castanha-do-pará, que acompanha a vieira grelhada com creme de salsinha e cebolinha, prato que desenvolvi após essa rica expedição (veja receita no site do Paladar).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.