Quilombolas estão entre os desabrigados em Alagoas

Famílias das comunidades quilombolas de Gurgumba e Muquém, localizadas nos municípios de Viçosa e União dos Palmares, em Alagoas, fazem parte dos desabrigados pelas chuvas que afetaram 21 municípios e deixaram 15 cidades destruídas no Estado. As informações são da Secretaria estadual da Comunicação.

FABIANA MARCHEZI, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 16h03

De acordo com a gerente do núcleo quilombolas do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), Berenita Melo, a situação é mais precária em Viçosa, devido à impossibilidade de acesso ao local. Das 30 famílias que fazem parte da comunidade de Gurgumba, 10 foram atingidas pelas enchentes e estão isoladas. "As residências foram totalmente destruídas. As pessoas estão alojadas em casas que também não oferecem nenhum tipo de segurança. Eles estão isolados e a dificuldade de acesso ao local está muito grande", relatou.

A situação na comunidade de Muquém, localizada na Terra da Liberdade, União dos Palmares, também é grave. Das 73 casas existentes em Muquém, 50 foram destruídas, 16 danificadas e sete encontram-se rachadas com risco de desabar. Apesar do cenário de destruição, a ajuda começou a chegar até as famílias atingidas.

Ainda segundo a secretaria, hoje equipes do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, junto com representantes da Fundação Cultural Palmares em Alagoas, distribuíram cestas básicas e água aos remanescentes quilombolas atingidos pela chuva. "As pessoas estão alojadas no posto de saúde. A situação é crítica, mas a ajuda está chegando", disse o coordenador da Fundação Cultural Palmares em Alagoas, Severino Cláudio de Figueiredo Leite.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasNordesteAlagoasquilombolas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.