Raça nelore terá 1.274 bovinos na 74.ª Expozebu

Mostra começa dia 28 de abril, em Uberaba (MG), e trará um total de 3.300 animais zebuínos

O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2008 | 02h49

Começa no dia 28 e segue até 10 de maio, em Uberaba (MG), a 74ª Expozebu, feira que reúne, como define o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), José Olavo Borges Mendes, o que há de melhor do plantel das raças zebuínas do País. Nesta edição, de um total de 3.300 animais, 1.274 são nelores e nelores-mochos. Por isso a presença da raça na mostra ''é fundamental'', diz Borges Mendes. ''Por ser a principal raça zebuína, as exposições de nelore são as mais concorridas.''A expectativa do pecuarista Eduardo Biagi, que possui um rebanho de 30 mil cabeças de nelore padrão, em Ribeirão Preto (SP) e Barra do Garças (MT), é ''a melhor possível'' para a Expozebu. Ele diz que a pecuária está passando por um bom momento, com ''preços melhores'', e que isso refletirá no ''clima de animação'' da feira.LeilõesBiagi é um dos promotores do leilão Elo de Raça, de matrizes, dia 4. ''Esse leilão é considerado um dos melhores da feira, em preço e faturamento'', garante. Segundo Biagi, o leilão fatura, em média, entre R$ 12 milhões e R$ 14 milhões. ''São ofertados apenas animais de superelite, supercampeões e futuros campeões.''Biagi comenta que só participar da Expozebu já dá prestígio ao animal e ao criador. Ganhar um prêmio na exposição, então, ''é melhor do que ganhar o Oscar'', diz. ''Como a feira apresenta o que há de melhor, os prêmios são muito concorridos. Quem participa, portanto, já se torna referência.''Em 2005,o touro Lufo TE da Carpa, do plantel de Biagi, foi o Grande Campeão Nelore da Expozebu. O animal tinha 20 meses. ''Foi o touro mais jovem grande campeão da história da Expozebu'', destaca.O criador Roberto Alves Mendes, que possui um rebanho de 2.400 cabeças de gado nelore padrão PO, em Capitólio (MG), diz que, ''do ponto de vista comercial, a Expozebu reúne os melhores exemplares de nelore do Brasil. Levando em conta que o País é o maior criador da raça, ganhar um prêmio na feira é ser considerado o melhor do mundo.''O nelorista, da Fazenda do Sabiá, é um dos promotores do leilão Noite dos Campeões, marcado para 6 de maio. É um leilão tradicional, só de fêmeas (28 lotes), explica o pecuarista, para quem também a feira serve para comparar seu plantel com o de outros criadores.Para pequenosPara Borges Mendes, o desafio da feira, este ano, é levar genética também ao pequeno e médio criador. Estes, acredita, acabam ficando ''afastados'' das exposições por achar que são restritas a criadores de elite. ''A intenção da genética é chegar aos rebanhos comerciais, por isso a idéia é mostrar a esses criadores que é viável investir nesta tecnologia.''Este ano, todos os julgamentos da Expozebu serão feitos pelo novo sistema definido pela ABCZ, que utiliza apenas um jurado, em vez de três. Segundo o superintendente-técnico da ABCZ, Luiz Antonio Josahkian, a intenção é resgatar o lado didático do julgamento. ''Ao classificar os animais, o juiz vai justificando, dando seu ponto de vista e informando o público'', diz. ''O criador pode ver onde está errando e acertando.''Esta seção, que tem por objetivo fomentar a raça nelore, resulta de parceria entre o Suplemento Agrícola e a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB)

Tudo o que sabemos sobre:
Expozebu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.