Racionamento de água é ampliado em Bagé-RS

A estiagem de nove meses forçou a prefeitura de Bagé, no sul do Rio Grande do Sul, a ampliar o racionamento de água nesta quarta-feira. O período diário de abastecimento caiu de 11 horas para nove horas. O setor oeste da cidade, de 117 mil habitantes, recebe água das 3 horas às 12 horas, enquanto o leste recebe das 18 horas às 3 horas. Os cortes foram adotados em janeiro e só vão acabar quando chover o suficiente para encher as três barragens municipais.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

01 Junho 2011 | 19h10

Um levantamento do Departamento de Água e Esgoto (Daeb) indica que o déficit pluviométrico dos últimos nove meses chega a 850 milímetros. Em maio, o volume de chuva não passou de 66 milímetros, quando a média do mês é de 159 milímetros. A barragem da Sanga Rasa está dez metros abaixo do nível normal e corre o risco de ser desativada porque só tem mais dois metros de água. A situação das outras duas barragens não é tão crítica. Uma delas, a Piraí, está 4,75 metros abaixo do nível. Já a Emergencial está quase em seu nível máximo.

Mais conteúdo sobre:
água racionamento seca Bagé

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.