Raposa é encontrada vivendo no prédio mais alto da Grã-Bretanha

Animal achado em construção de 288 metros vinha se alimentando de restos deixados por operários que trabalham na construção.

BBC Brasil, BBC

25 de fevereiro de 2011 | 06h15

Romeo vinha se almentando com restos de alimentos

Uma raposa foi descoberta vivendo no Shard, o edifício mais alto da Grã-Bretanha, atualmente em construção.

Acredita-se que ela tenha entrado no prédio de 288 metros, situado no sul de Londres, no bairro de London Bridge, pela escadaria central.

O animal foi batizado pela equipe que trabalha na construção como Romeo.

Romeo sobreviveu comendo restos de comida deixados pelos operários trabalhando na construção.

Liberdade

O animal foi capturado e levado para o Riverside Animal Centre, uma organização beneficente para animais, onde foi alimentada e recebeu tratamento.

O diretor da entidade fez até uma piada sobre como foi o processo de tratar a raposa Romeo e colocá-lo em liberdade novamente.

Shard, de 288 metros, será prédio mais altao da União Européia

''Nós explicamos para ele que se raposas tivessem sido feitas para viver 72 andares acima do solo, elas teriam recebido asas. Nós acreditamos que ele entendeu o recado'', afirmou o criador do Riverside Animal Centre.

''Quando o soltamos nas ruas (do bairro) de Bermondsey, pouco após meia-noite no domingo, ele olhou em direção ao prédio e foi para a outra direção'', acrescenteou.

O Shard será o edifício mais alto da União Européia, quando for concluído, em 2012.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
arranha-céuraposa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.