Rebeldes e governo do Sudão do Sul iniciam diálogo por cessar-fogo

Os rebeldes e o governo do Sudão do Sul iniciaram negociações de paz nesta terça-feira para tentar encerrar um conflito que levou o país mais jovem do mundo à beira de uma guerra civil.

Reuters

07 de janeiro de 2014 | 07h45

As conversas na vizinha Etiópia terão como objetivo alcançar um cessar-fogo para acabar com as três semanas de violência, em que ao menos mil pessoas foram mortas e 200 mil tiveram que deixar suas casas.

"Começamos nossa reunião para a cessação de hostilidades", disse à Reuters um membro da delegação do governo na negociação.

O conflito, às vezes com traços étnicos, colocou as forças do governo do presidente Salva Kiir contra os rebeldes leais ao ex-vice-presidente Riek Machar.

Mabior Garang, membro da delegação de Machar na negociação em Addis, confirmou que as reuniões tinham começado.

(Reportagem de Aaron Maasho)

Mais conteúdo sobre:
SUDADAODOSULDIALOGOCESSARFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.