Rebelião em presídio de MG termina com três mortos e 14 fugitivos

Segundo governo, mortos foram vítimas dos próprios colegas de carceragem; Caso será investigado

Rene Moreira, ESPECIAL PARA O ESTADO

12 de outubro de 2015 | 17h21

Uma rebelião no presídio de Teófilo Otoni (MG) terminou com três detentos mortos e 14 foragidos nesta segunda-feira, dia 12. A confusão começou no final da madrugada e celas de dois pavilhões ficaram totalmente destruídas.

Pela manhã, policiais militares conseguiram acalmar a situação com o apoio de agentes penitenciários. Vários presos ficaram feridos e precisaram ser medicados. Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social, os detentos mortos foram vítimas dos próprios colegas de carceragem.

Os presos chegaram a atear fogo em colchões e dois dos mortos perderam a vida queimados. A pasta ainda informou ter instaurado um procedimento interno para "apurar as responsabilidades pelo ocorrido". O caso também será objeto de investigação por parte de inquérito a ser aberto pela Polícia Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.