Receita e PF fazem maior apreensão de cocaína no NE

Aproximadamente 530 quilos de cocaína foram apreendidas neste fim de semana em Pernambuco, durante operação conjunta entre Receita Federal e a Polícia Federal. Considerada a maior apreensão de cocaína pura no Nordeste, a droga estava dentro de um dos cinco contêineres vistoriados durante a operação no Porto de Suape.

AE, Agência Estado

10 Outubro 2011 | 13h53

Com apoio do cão farejador Nauê, a droga foi encontrada dentro de cerca de 3.500 sacos de gesso que estavam dentro dos contêineres vistoriados. Trinta deles possuíam características diferentes dos demais. Ao serem abertos foram encontrados no interior de cada saco de 40 quilos, 15 invólucros com uma substância em pó branca muito parecida com a do gesso pesando cerca de um quilo, cada um, e que ao ser submetido ao exame narcoteste resultou positivo para cocaína.

Já foram computados 530 quilos de cocaína, que pela sua forma de apresentação pode ter vindo da Bolívia ou da Colômbia. Os demais sacos de gesso, cerca de 3.470, estão lacrados e sob forte esquema policial, e posteriormente serão também abertos, quando possivelmente mais material entorpecente poderá ser encontrado, aumentando assim a quantidade apreendida.

A PF e a Receita Federal já sabem quem são os responsáveis envolvidos pela exportação da mercadoria. Todos serão intimados e, dependendo do grau de participação de cada envolvido, poderão ser autuados por tráfico internacional de entorpecentes, cujas penas podem chegar a 20 anos de reclusão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.