Receita faz apreensão recorde de cocaína em Santos

A Alfândega do Porto de Santos apreendeu hoje mais de 1,5 tonelada de cocaína em dois contêineres que foram desembarcados no final de semana. O entorpecente estava escondido em uma carga de maçãs despachada da Argentina e tinha como destino final a Espanha.

REJANE LIMA, Agência Estado

21 de junho de 2010 | 19h47

De acordo com o inspetor-chefe da Receita Federal na cidade, José Antonio Gaeta Mendes, essa é a maior apreensão da droga feita no porto. "Em Guarulhos, quando apreendíamos 60 quilos de cocaína considerávamos uma grande apreensão", disse. O inspetor já chefiou a Receita Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo.

A Receita Federal recebeu a denúncia de que o contêiner com a droga chegaria a Santos por meio da sua assessoria de assuntos internacionais, que mantém convênio com outras aduanas. "Soubemos em cima da hora e tivemos que articular a operação rapidamente", explicou. Mendes disse que lanchas da alfândega acompanharam a chegada do navio para evitar que a carga fosse desviada. Segundo ele, 12 pessoas participaram da operação que agora está sob a responsabilidade da Polícia Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.