Receita, PF e MPF deflagram Operação Morfeu em Salvador

A Receita Federal informa que foi deflagrada nesta quinta-feira em Salvador a Operação Morfeu. O objetivo é desarticular uma quadrilha especializada no comércio de colchões na Bahia que seria responsável por uma série de crimes. A ação está sendo realizada em conjunto com a Polícia Federal e com o Ministério Público Federal (MPF).

AE, Agência Estado

13 Dezembro 2012 | 10h56

Em nota, a Receita diz que informações apontaram que um grupo do ramo de colchões magnéticos utilizaria interpostas pessoas (laranjas) para ocultar os reais proprietários das empresas, blindando-os contra fiscalizações tributárias e representações criminais. Foram identificados indícios da prática de crimes de sonegação fiscal, fraude à execução fiscal, falsidade ideológica, formação de quadrilha e uso de documento falso, entre outros.

A 2ª Vara da Seção Judiciária do Estado da Bahia expediu nove mandados de busca e apreensão, destaca a Receita. Participam da operação cerca de 30 agentes públicos, entre policiais federais e servidores da Receita Federal.

Mais conteúdo sobre:
Operação Morfeu Salvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.