Receitas picadinhas

Os inventores do Twitter, Evan Williams e Biz Stone, não imaginaram que o aplicativo, criado por eles em 2006 para que as pessoas contassem na internet o que estavam fazendo, fosse virar mania entre foodies, chefs e gourmets. Mas no ano seguinte, a irlandesa Maureen Evans teve a ideia de postar microrreceitas no formato Twitter e registrou o usuário @cookbook. A onda ganhou força em fevereiro deste ano quando o chef e crítico de restaurantes Niall Harbsion criou o neologismo @twicipe, transformando a gastronomia em hype do Twitter. Hoje, o @cookbook tem 12 mil seguidores e o @twicipe, 3 mil. Veja também: #twiceitas Entre na panelinha do Twitter Em 140 toques, a cozinha do Alinea Foodfeed: comendo sem culpa pelo Twitter Glossário do twitês Nesta edição, o Paladar inaugura seu twitter - http://twitter.com/paladar_estadao. E convida alguns chefs a fazer o mesmo. A reportagem , claro, começou no formato desse telegrama da nova era endereçado a um chef twiteiro. O texto foi o seguinte: @BennyNovak - Paladar fazendo matéria de receita no Twitter. Topa criar 1 e executar para foto? Receita tão peq. dá certo para leigos? Benny Knovak, do restaurante Ici, era o único chef entre os contatados que tinha Twitter. Andrea Kaufmann, do AK, Henrique Fogaça, do Sal Gastronomia e Raphael Despirite, do Marcel, não sabiam do que se tratava. Mas, aceitaram participar. Criaram receitas, propondo símbolos para procedimentos, prepararam os pratos e contribuíram para o glossário, que está nesta página. E depois disso tudo, viraram twiteiros. Foi divertido. Na hora de checar as receitas enviadas pelos chefs houve boas gargalhadas dos dois lados da linha telefônica, quando tentamos checar se o que tínhamos entendido da receita era de fato o que o chef queria dizer. Benny inventou "govo"o para gema de ovo e "clovo" para clara de ovo. Ele conseguiu sintentizar tanto que 4 caracteres a menos que os 140 permitidos no Twitter para ensinar fazer seu steak tartar. Henrique Fogaça queria que "!" fosse interpretado como "fresco", em sua receita de atum fresco cítrico. A idéia não vingou. Mas ficamos com sua sugestão de "atm" para atum. "Muito legal esse lugar para troca de receitas", disse Andrea Kaufmann, que aproveitou para apresentar em twitês o mais novo prato do cardápio do AK, Mish Mash, uma combinação judaica de ovo e patê de fígado. A receita mais fácil de entender foi a escolhida para a capa: o foie gras com uva de Raphael Despirite (http://twitter.com/rdespirite). Dê uma olhada nas receitas desta página e tente fazer os pratos. Se preferir, crie as suas, em twitês. TWITTEIROS GOURMETS Paladar http://twitter.com/paladar_estadao Mark Bittman (do New York Times) http://twitter.com/bittman Ruth Reichl (revista Gourmet) http://twitter.com/ruthreichl Gael Greene (crítica de restaurantes) http://twitter.com/GaelGreene Fiona Beckett (crítica de vinhos) http://twitter.com/winematcher Enoblogs (blogs de vinhos) http://twitter.com/enoblogs

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.