Redução do álcool na gasolina aumenta poluição

Coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica da USP, Paulo Saldiva, afirmou, em entrevista à Rádio Eldorado, que a diminuição do álcool na gasolina jogará fora todos os avanços conseguidos na qualidade do ar nos últimos anos. Segundo ele, a medida não respeita as exigências ambientais.O médico explica que a nova composição emitirá gases que prejudicam o funcionamento de órgãos vitais, como o coração e os pulmões. Ele acredita que há uma inversão de prioridades na questão da diminuição do álcool na gasolina e critica o excesso de zelo dos governantes no setor financeiro em detrimento ao meio ambiente. Para o Saldiva, a diminuição no custo do combustível prejudica a qualidade de vida. Paulo Saldiva cobra uma maior valorização da questão ambiental em medidas que afetam locais com muita concentração de pessoas.

Agencia Estado,

03 de março de 2006 | 11h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.