REEDICÃO-Governo francês vai propor novo plano fiscal, após rejeição de proposta

O governo francês vai redesenhar a proposta de aumento imposto de 75 por cento para os mais ricos e irá reenviá-la ao Congresso, afirmou neste sábado o gabinete do primeiro-ministro, depois de o Conselho Constitucional ter rejeitado a medida incluída no orçamento de 2013.

Reuters

29 Dezembro 2012 | 18h22

"Ela será apresentada como parte da próxima lei orçamentária", afirmou em comunicado Jean-Marc Ayrault, do gabinete do primeiro-ministro, mas sem dar um prazo. O texto dizia que a rejeição do Conselho sobre a taxa não afetará os esforços para conter o déficit público.

O Conselho Constitucional francês afirmou neste sábado que derrubou a proposta a ser introduzida pelo governo socialista, que tem apenas sete meses no cargo, no orçamento de 2013.

O aumento de 75 por cento, que enfureceu os mais ricos, foi o carro-chefe da campanha do presidente Francois Hollande na eleição de maio, em que ele propagandeou que os mais ricos devem contribuir mais para reduzir o déficit público.

(Reportagem de Catherine Bremer)

Mais conteúdo sobre:
FRANCA IMPOSTOS VOTACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.