'Reeleição de Obama vale mais que vinda ao evento'

O embaixador André Corrêa do Lago, negociador-chefe da delegação brasileira para a Rio+20, disse que a reeleição de Barack Obama nos EUA "talvez seja mais importante" que a presença do americano na conferência.

FELIPE WERNECK / RIO , O Estado de S.Paulo

12 Abril 2012 | 03h02

"É óbvio que a presença do Obama seria muito bem-vinda. Mas não há nenhum analista que não saiba que a prioridade absoluta do presidente Obama no momento é tratar da sua reeleição", disse em seminário para jornalistas.

A presidente Dilma Rousseff conversou com Obama em Washington nesta semana e reiterou o convite para a conferência. Ela defendeu indiretamente a reeleição do americano: "Nós saudamos a melhoria ocorrida nos EUA. Tenho certeza de que esta será uma tônica nos próximos meses e anos, sob a liderança do presidente Obama".

Para Corrêa do Lago, é "evidente" que Obama daria seguimento a decisões da Rio+20 "com muito mais empenho" que um representante do Partido Republicano. "O governo do presidente Obama, de maneira muito transparente e direta, disse desde o início que fortalecia o multilateralismo, e a Rio+20 é uma reunião multilateral."

G77. Hoje e amanhã, negociadores de 45 países do G77 se reúnem no Rio para discutir temas do rascunho zero do documento que será levado à Rio+20. Após o último encontro na sede das ONU, em março, ONGs criticaram a retirada de temas relacionados aos direitos humanos da pauta da Rio+20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.