Reforma do Cristo Redentor recebe bênção

Atualizada às 18h03

AE, Agência Estado

14 de fevereiro de 2014 | 21h06

 

O arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta, esteve no Cristo Redentor na manhã desta sexta-feira, 14, para dar uma bênção aos operários que trabalham na reforma da estátua. O Cristo foi atingido por raios durante uma tempestade no dia 16 de janeiro. Um dedo da mão direita sofreu avarias, assim como uma placa de mármore com informações turísticas.

A reforma, iniciada no dia 25 de janeiro, deverá levar quatro meses, e vai ampliar a área coberta por para-raios. Os operários são alpinistas e fazem rapel para atingir as áreas a serem trabalhadas. A visitação ao monumento não será interrompida. As obras estão sendo financiadas pela Pirelli, ao custo de R$ 1,9 milhão.

Em pedra-sabão, o Cristo foi inaugurado em 1931 no Mirante do Corcovado, ponto de observação da cidade desde o século 19. A estátua é uma das sete maravilhas do mundo. O Cristo tem uma proteção especial contra raios na cabeça do monumento e a descarga atingiu superficialmente somente a pedra-sabão da parte da mão que fica virada de frente para a Lagoa.

Em março do ano passado, um raio tinha atingido também a mão direita do Cristo Redentor. Como a visita ao monumento aumenta nesta época do ano, assim como as chuvas de verão, os funcionários são treinados para orientar os turistas a descer em caso de fechamento do tempo, com ameaça de chuva forte.

Tudo o que sabemos sobre:
Cristo Redentorbenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.