Região Serrana do RJ deixa estado de atenção

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que toda a Região Serrana do Rio de Janeiro, incluindo Teresópolis, deixou o estado de atenção para deslizamentos na manhã deste domingo. Os municípios de Petrópolis e Nova Friburgo também estavam em atenção desde sexta-feira, 6, por causa da forte chuva que atingiu a região. Desde 8h30, as cidades estão em vigilância.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

08 Abril 2012 | 15h09

Cinco pessoas morreram e outras mil tiveram de deixar suas casas por causa do temporal que alagou o centro de Teresópolis. As vítimas morreram em deslizamentos de terra nos bairros do Bom Retiro e Quinta Lebrão. Foram oito deslizamentos de terra no município.

Em nota, o governador Sérgio Cabral lamentou as mortes ocorridas em Teresópolis. Cabral determinou o apoio e ações imediatas por parte das secretarias de Estado de Defesa Civil, com reforço de homens e equipamentos do Corpo de Bombeiros; máquinas do Inea e de Obras; de Saúde, mobilizada para o atendimento necessário; além da Assistência Social necessária.

Neste domingo, o deslocamento da frente fria em direção ao Estado do Espírito Santo deixou o dia com céu claro a parcialmente nublado na Região Serrana. Apesar da melhora no tempo, ainda podem ocorrer rápidas pancadas de chuva isoladas durante a tarde. Em janeiro de 2011, fortes chuvas e deslizamentos deixaram cerca de 900 mortos e destruíram comunidades inteiras na Região Serrana do Rio de Janeiro. Apenas em Teresópolis, as enchentes e os desabamentos ocorridos na madrugada de 12 de janeiro do ano passado deixaram 392 mortos confirmados, além de 180 desaparecidos, nas 80 localidades atingidas.

Mais conteúdo sobre:
chuvaregião serranaRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.