Régis Bittencourt tem 7 km de lentidão

A rodovia Régis Bittencourt, que liga Curitiba (PR) a São Paulo, tem sete quilômetros de lentidão sentido capital paulista, segundo último boletim da OHL, concessionária que administra a estrada. O excesso de veículos ocorre entre os quilômetros 370 e 363, na região de Miracatu. Já no sentido Curitiba (PR), o tráfego flui sem problemas e chove em toda a rodovia.

SUZANA INHESTA, Agência Estado

26 Junho 2011 | 20h25

Na rodovia Fernão Dias, também administrada pela OHL, que liga Belo Horizonte (MG) a São Paulo, no sentido da capital paulista há congestionamento por excesso de veículos entre os quilômetros 15 e 65, na região de Bragança Paulista até a praça de pedágio de Mairiporã. No sentido contrário, tráfego flui bem.

O motorista que utiliza o corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto encontra boas condições de tráfego tanto no sentido São Paulo quanto para o interior. De acordo com boletim da Ecopistas, atualizado às 20h, a rodovia Hélio Smidt, que dá acesso ao aeroporto internacional de Guarulhos, tem trânsito normal, nos dois sentidos.

Na Dutra, há três pontos de congestionamento por excesso de veículos na direção da capital paulista: entre os quilômetros 112 e 117, em Taubaté, e entre os quilômetros 205 e 208, em Guarulhos. Já no trecho dos quilômetros 60 a 64, em Guaratinguetá, o congestionamento é por conta de obras na pista expressa. O tráfego está fluindo pela faixa da direita.

No sentido Rio de Janeiro, os congestionamentos estão entre os quilômetros 39 e 38 (Cachoeira Paulista), por obras na pista; entre os quilômetros 199 e 189 (Queimados) e 181 e 178 km (Nova Iguaçu) por excesso de veículos.

Litoral

A rodovia Imigrantes, que à tarde apresentava lentidão no sentido São Paulo, está com tráfego normal, sem pontos de lentidão ou parada, conforme esclarece a Ecovias. Mesmo movimento acontece na Anchieta.

Mais conteúdo sobre:
estradas congestionamentos feriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.