Reitor admite discutir inclusão e sistema de cotas

O reitor da Universidade de São Paulo, João Grandino Rodas, afirmou ontem, em entrevista ao Estado, que a partir do início de novembro o Conselho Universitário da USP se reunirá para discutir inclusão social e sistema de cotas.

Felipe Mortara, Do Estadão.Edu, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2010 | 00h00

 

Esse é um dos temas que serão debatidos de forma permanente nas reuniões, assim como plano de carreira para funcionários e a estrutura do poder para eleições dentro da universidade.

 

Esta é a primeira vez que a USP acena com a possibilidade de repensar o Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp), que dá bônus na nota do vestibular para alunos vindos de escola pública. "Não quero criar uma comissão, nomear pessoas. Quero que seja algo mais espontâneo, que surja do próprio conselho", afirmou Rodas.

 

O reitor propõe que sejam criados canais online para que ideias de todos os cantos da universidade possam ser debatidas.

 

"Em 2009 ele foi o único candidato que mencionou a revisão do Inclusp. Pela primeira vez na história o conselho vai se reunir para debater a exclusão", disse o Frei David Santos, fundador da ONG Educafro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.